23 de ago de 2012

É tudo uma choldra ignóbil!


Oi pessoal!Tudo bom?

Hoje eu quero dar uma dica de uma minissérie nacional expetacular!

 Os Maias(2001)

O enredo fala sobre duas gerações da tradicional família Maia de Lisboa.
Primeiro somos apresentados ao jovem Pedro que se enamora perdidamente pela geniosa Maria Monforte,mas seu pai,Don Afonso,o proíbe de levar adiante esse amor,pois a riqueza do pai de Maria é oriunda de vendas de escravos,a moça é constantemente chamada de “A Negreira”,graças a isso.Perdidamente cego de amor,Pedro junta suas economias e foge com Maria e o pai dela.Eles moram em um lindo palacete onde Maria,maravilhosa anfitriã,oferece grandes bailes e sarais.Nesse período eles tem sua primeira filha e menos de um ano depois um menino.Maria nunca se conforma com a condição de mãe e logo após conceber o segundo filho,foge com um italiano,levando a menina e deixando o menino para Pedro.Desesperado,ele volta para a casa do pai.
Na segunda parte conhecemos Carlos Eduardo,filho de Pedro e Maria,recém formado em medicina,começa os preparativos para montar seu consultório,meio a contragosto do avô,pois com sua fortuna,não há necessidade de Carlos trabalhar.Nessa época,chega a Lisboa a belíssima Maria Eduarda,acompanhada de sua filha e seu marido,a menina adoece e Carlos é chamado para socorrê-la,nesse dia Carlos e Maria Eduarda se conhecem e a partir dali gera-se uma paixão avassaladora.Maria Eduarda se separa de seu marido e passa a morar em uma bela casa aos cuidados de Carlos,que ainda mora com o avô.Ao saber do amor do neto Don Afonso é completamente contra,principalmente tendo na memória o drama vivido por seu filho.

Ufa!Quanta coisa!Mas “Os Maias” é assim!Cheio de histórias e romances!Tudo que uma boa minissérie deve ter!

“Os Maias” é uma adaptação feita por Maria Adelaide Amaral do lindíssimo livro de Eça de Queiroz.Temos um elenco impecável com Fábio Assunção como Carlos Eduardo, Ana Paula Arósio como Maria Edurda, Leonardo Vieira como Pedro e grandessíssimo elenco.

 

Eu,como já assisti mais de seis vezes,gosto de destacar o figurino impecável,e a lindíssima fotografia,além de sets de filmagem originais,como Cintra(que é uma cidade linda!),acho interessante o tom amarelado que é constante em toda a série.Raros são os contrastes,mas quando eles existem,são lindos e comentados durante a narrativa como,por exemplo,a “sombrinha escarlate de Maria Monforte”.

 

Tenho certeza que “Os Maias” vai surpreender o público desavisado,além de encantar e cativar.

 

Havendo interesse eu indico totalmente o romance de mesmo nome de Eça de Queiroz que eu amo!


Antes de terminar,gostaria de lhes dizer que hoje eu sou frande fã de Fados,graças a essa Minissérie,quem tiver interesse busque o grupo Madredeus que é bárbaro!

 

Se você gosta de intrigas e paixões,”Os Maias” é a pedida certa.

Um comentário:

Sr. Dark disse...

Nossa, voltei no tempo agora, essa série tinha um enredo incrível e uma fotografia de dar inveja em mta produção gringa e o tema de abertura é uma das mais belas canções que eu já ouvi. e olha que eu era moleke quando começou essa mini-série passou. Coisas assim que deveriam passar no Vale a pena ver de novo.

23 de ago de 2012

É tudo uma choldra ignóbil!


Oi pessoal!Tudo bom?

Hoje eu quero dar uma dica de uma minissérie nacional expetacular!

 Os Maias(2001)

O enredo fala sobre duas gerações da tradicional família Maia de Lisboa.
Primeiro somos apresentados ao jovem Pedro que se enamora perdidamente pela geniosa Maria Monforte,mas seu pai,Don Afonso,o proíbe de levar adiante esse amor,pois a riqueza do pai de Maria é oriunda de vendas de escravos,a moça é constantemente chamada de “A Negreira”,graças a isso.Perdidamente cego de amor,Pedro junta suas economias e foge com Maria e o pai dela.Eles moram em um lindo palacete onde Maria,maravilhosa anfitriã,oferece grandes bailes e sarais.Nesse período eles tem sua primeira filha e menos de um ano depois um menino.Maria nunca se conforma com a condição de mãe e logo após conceber o segundo filho,foge com um italiano,levando a menina e deixando o menino para Pedro.Desesperado,ele volta para a casa do pai.
Na segunda parte conhecemos Carlos Eduardo,filho de Pedro e Maria,recém formado em medicina,começa os preparativos para montar seu consultório,meio a contragosto do avô,pois com sua fortuna,não há necessidade de Carlos trabalhar.Nessa época,chega a Lisboa a belíssima Maria Eduarda,acompanhada de sua filha e seu marido,a menina adoece e Carlos é chamado para socorrê-la,nesse dia Carlos e Maria Eduarda se conhecem e a partir dali gera-se uma paixão avassaladora.Maria Eduarda se separa de seu marido e passa a morar em uma bela casa aos cuidados de Carlos,que ainda mora com o avô.Ao saber do amor do neto Don Afonso é completamente contra,principalmente tendo na memória o drama vivido por seu filho.

Ufa!Quanta coisa!Mas “Os Maias” é assim!Cheio de histórias e romances!Tudo que uma boa minissérie deve ter!

“Os Maias” é uma adaptação feita por Maria Adelaide Amaral do lindíssimo livro de Eça de Queiroz.Temos um elenco impecável com Fábio Assunção como Carlos Eduardo, Ana Paula Arósio como Maria Edurda, Leonardo Vieira como Pedro e grandessíssimo elenco.

 

Eu,como já assisti mais de seis vezes,gosto de destacar o figurino impecável,e a lindíssima fotografia,além de sets de filmagem originais,como Cintra(que é uma cidade linda!),acho interessante o tom amarelado que é constante em toda a série.Raros são os contrastes,mas quando eles existem,são lindos e comentados durante a narrativa como,por exemplo,a “sombrinha escarlate de Maria Monforte”.

 

Tenho certeza que “Os Maias” vai surpreender o público desavisado,além de encantar e cativar.

 

Havendo interesse eu indico totalmente o romance de mesmo nome de Eça de Queiroz que eu amo!


Antes de terminar,gostaria de lhes dizer que hoje eu sou frande fã de Fados,graças a essa Minissérie,quem tiver interesse busque o grupo Madredeus que é bárbaro!

 

Se você gosta de intrigas e paixões,”Os Maias” é a pedida certa.

Um comentário:

Sr. Dark disse...

Nossa, voltei no tempo agora, essa série tinha um enredo incrível e uma fotografia de dar inveja em mta produção gringa e o tema de abertura é uma das mais belas canções que eu já ouvi. e olha que eu era moleke quando começou essa mini-série passou. Coisas assim que deveriam passar no Vale a pena ver de novo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
© Copyright 2035 A Vida Mais Cor de Rosa
Theme by Yusuf Fikri